“A prefeitura paga alguns funcionários que não estão em Caicó”, diz prefeito

2823

Por Caicó na Rota da Notícia

Funcionário público, seja municipal, estadual ou federal, deve fazer juz ao salário que ganha, e trabalhar de acordo com alguns princípios da Administração Pública tais como; Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência, a chamada LIMPE.

Funcionários que realmente trabalham merecem o melhor, porém, o povo quer, e merece saber, sobre o quanto anda o recadastrento dos funcionários municipais de Caicó, já que, segundo o nosso prefeito; “é preciso arrumar a casa porque existem várias irregularidades como é o caso de funcionários que recebem sem estar em Caicó“.

Ainda segundo nosso prefeito, a prefeitura possui 2.100 funcionários e paga 5 milhões de reais mensais em salários, dos quais alguns ganham sem estar na cidade o que fez o gestor municipal solicitar um recadastramento para apurar o fato.

É de conhecimento público que o antigo gestor municipal Roberto Germano apreciou durante algum tempo a idéia e chegou a anunciar a instalação de pontos eletrônicos em secretarias e órgãos municipais para que funcionários batessem o ponto ao entrar e sair do expediente, porém, pouco tempo depois voltou atrás, dizendo que era inviável porque a cidade iria parar se assim acontecesse.

O fato é que, o povo está cansado de ser explorado e feito de besta e exige ações eficares que garantam segurança, saúde e educação, emprego, renda, etc…, dando retorno aos altos impostos pagos com muito trabalho e suor.

A municipalização do trânsito também depende do enchugamento da máquina pública retirando parasitas que saqueam os cofres municipais e elevam o limite prudencial àcima do permitido (60%), impossibilitando contratações estratégicas para o município de acordo com que prediz a lei.