Após polêmica, Bonavides defende MST e reafirma apoio a invasão das terras

A Deputada Federal do RN participou da invasão das terras de João de Deus, acusado de abuso sexual contra 255 mulheres desde crianças de 9 anos a idosas de 67

222

De O Grande Ponto via CRN

A deputada federal Natália Bonavides (PT) se pronunciou por meio de suas redes sociais para reafirmar seu apoio7 ao Movimento Sem Terra (MST) e a invasão das terras de João de Deus. Na última sexta-feira (15), o GRANDE PONTO revelou que a parlamentar havia participado da manifestação que ocupou o latifúndio em Anápolis (GO), realizado na quarta-feira (13).

Para argumentar de forma favorável a invasão, Bonavides utilizou o fato do seu proprietário ser um “criminoso” e que a manifestação teria sido também uma forma de combate “à violência sexual contra mulheres“.

João de ‘Deus’ é acusado de praticar abuso sexual contra pelo menos 255 mulheres, desde crianças de 9 anos de idade a idosas de 67. São relatos de centenas de brasileiras e estrangeiras, que, ao buscarem ajuda espiritual, foram não apenas enganadas, mas vítimas de crime sexual. Uma delas chegou a ser abusada 20 vezes! O Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra ocupou o latifúndio de João de ‘Deus’ como forma de denunciar as violências sexuais sofridas por mulheres e pleitear reforma agrária. A Justiça também decretou a prisão do ‘médium’ por posse ilegal de armas de fogo. O Ministério Público e a Polícia também apuram denúncia de lavagem de dinheiro“, disse a deputada por meio das suas redes sociais neste sábado (16).

A parlamentar finaliza questionando os seus seguidores: “Alguma dúvida de que a manifestação, que ocorre no mês de março, mês de luta pelos direitos das mulheres, merece todo nosso apoio?”.

Em nota divulgada na imprensa, Bonavides informou que sua participação no ato, próximo a Brasília, “se deu sem prejuízo de nenhuma sessão deliberativa e sem qualquer utilização de recursos públicos ou de cota parlamentar“.

Confira abaixo o vídeo postado pela própria deputada nas suas redes sociais com trecho do seu discurso durante a invasão das terras pelo MST.