Justiça nega recurso e mantém depoimento de Lula e filho caçula no processo dos caças

A defesa do ex-presidente e de Luís Cláudio tentou adiar interrogatório agendado para o dia 20 de fevereiro

564
Lula (Foto: AFP PHOTO / YASUYOSHI CHIBA)

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal, negou recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho caçula, Luís Cláudio Lula da Silva, e manteve a data de 20 de fevereiro para o depoimento de ambos no processo envolvendo a compra de caças suecos.

Eles respondem aos crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A defesa dos dois tenta adiar o interrogatório para depois do retorno ao Brasil das cartas rogatórias enviadas ao exterior para colher o testemunho de autoridades como o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, arroladas pelos advogados de Lula e Luís Cláudio.

Por Época via Caicó na Rota da Notícia