O absurdo dos absurdos: Homem com “HIV” ganhava R$ 15 para fazer sexo com crianças

1227

Uma atividade repercutiu em todo o mundo devido a seu alto nível de absurdo nesta terça-feira, 26. De acordo com informações do jornal carioca ‘O Globo’, autoridade do Malawi prenderam um homem que recebia dinheiro por ter relações sexuais com crianças.

A ordem de prisão, segundo a publicação, teria partido do presidente do Malawi, Peter Mutharika. O homem preso foi identificado como Eric Aniva. Ele é portador do vírus HIV, mas isso não o impediu que trabalhasse em uma função religiosa e polêmica, a de “hiena”. Ele recebia das próprias famílias de meninas cerca de R$ 15 para realizar sexo com elas. As famílias acreditavam que Eric Aniva tem poderes sobrenaturais e purificadores, por isso, pediam a ação e pagavam pelo serviço cruel.

Após a prisão, Aniva ficou conhecido em todo o país e deu entrevistas até para veículos internacionais. Ele explicou que as famílias o procuravam quando as meninas alcançavam a adolescente, geralmente na fase da primeira menstruação.

De acordo com o africano, ele precisava fazer sexo com cada uma delas por três dias após elas terem a primeira menstruação. De acordo com o preso, os moradores da região acreditavam que se não realizassem a ação considerada religiosa, toda a vila da região receberia uma grave maldição.

Eric disse para as famílias das meninas que teria o vírus do HIV, como revela nas entrevistas, mas isso parece não ter incomodado tanto os parentes das crianças. O homem afirma que fez sexo com pelo menos cem meninas, algumas com idades entre onze e treze anos. O caso é chamado de estupro e pedofilia por alguns sites internacionais. Mesmo no país africano em que foi preso, ele foi denunciado por diversos presos.

“Entre as muitas mulheres com quem ele fez sexo, muitas eram crianças”, revelou o general Lexten Kachama, que chefia a Polícia do país. A polêmica revelação foi dada em uma entrevista para a Associeted Press. O presidente Peter Mutharika informou que o governo vai investigar o caso com o rigor que ele merece. O homem será processado também por pode passar o HIV para as meninas durante o sexo.