Turista se emociona com gesto de vendedora ambulante durante carnaval de Caicó

"Mais ou menos por volta de 1 a 2 horas depois eu me dei conta de que havia perdido minha carteira e aí me vi sem chão..." disse o turista.

6285

Caráter e honra deveriam ser qualidades obrigatórias de todos os cidadãos. Mas infelizmente não é! O mundo está envolto na escassez de virtudes aonde são corriqueiros injustiças, furtos e roubos a trabalhadores honestos. Poucos são os que devolvem coisas achadas, ainda mais dinheiro, porém, nem tudo está perdido, como foi este caso envolvendo um turista e uma vendedora ambulante durante a Festa de Aviões do Forró na AABB durante o carnaval em Caicó. Confira na íntegra a mensagem que chegou em nossas mãos:

Dia 25/02/2017 um dia, uma cidade, um estado e um gesto que ficará marcado na minha vida. Fui passar carnaval em caicó, uma cidade do interior do Rio Grande do Norte, e nesse mesmo lugar eu fui a uma festa privada. Assim que cheguei estava ansioso pra ver o grande show do Aviões(um dos últimos com Solange), porém, fui surpreendido e vi não apenas um show de aviões mas um show de amor, solidariedade, carisma, amor, respeito.

Em um dado momento da festa me aproximei a uma vendedora ambulante pra comprar alguns itens em sua banca foi então que ao paga-lá acabei deixando minha carteira sobre sua banca de vendas e fui embora. Mais ou menos por volta de 1 a 2 horas depois eu me dei conta de que havia perdido minha carteira e aí me vi sem chão; perdido minha habilitação(fui dirigindo), com uma certa quantia de dinheiro dentro em um estado a 600 km de minha casa. E aí já sabe né? O desespero e a aí tristeza tomou conta, e lá fui eu procurar por vários locais e sem resposta e o desespero aumentando, até falar com a organização da festa, falei, porém não tive êxito.

Daí eu lembrei de voltar a barraca da moça que havia comprado as coisas, sem esperanças pois na minha cabeça achava que tinha caído em algum lugar. Foi aí que eu me aproximei e disse: “Tia, boa noite…” Ela não esperou nem eu terminar de falar e me respondeu ligeiro: “Ainda bem que você voltou.. sua carteira está aqui”. Nessa hora eu fiquei sem reação, sem palavras, sem saber como agradecer. Então pensei, vou ajuda-lá com uma certa quantia de dinheiro pois é a única forma de recompensa-lá ainda mais. E aí veio a outra surpresa ela disse: “Eu não quero seu dinheiro, quero apenas que você lembre de caicó e volte a caicó.”

Nesse momento eu não aguentei quem me conhece sabe o quão sou emotivo, e aí as lágrimas mais que transbordaram. Entre lágrimas e abraços eu perguntei “Como é seu nome tia?”; Ela disse: “Solange, igual a sol de Aviões, eu sou fã dela.”(Eu ri…, dei um abraço nela apertado e pensei comigo: Quando você pensar que está sozinho no mundo, Deus vai lá e te mostra que você pode esta só, mas jamais desamparado; ele te mostra que a dificuldade da vida de uma mulher guerreira que estava trabalhando horas pra levar o pão pra casa não à torna menos honesta que ninguém; ele te mostra; que ainda há esperanças e que tudo aquilo que semeamos aqui é plantado e devolvido aqui mesmo. Não sei se sou merecedor de tudo isso, mas de uma coisa eu tenho certeza, você é e sempre será fruto de tudo que há de melhor dona Solange ou melhor, Sol. Voce é luz. Obrigado por reacender a esperança dentro de mim. Que Deus te abençoe. “Em Deus pus a minha confiança e nada temerei…”