21 de Abril dia de Tiradentes – Quem foi e o que fez o patrono da Polícia Militar?

"Pois seja feita a vontade de Deus. Mil vidas eu tivesse mil vidas eu daria pela libertação da minha Pátria", disse Tiradentes ao ouvir serenamente sua setença de morte

0
1608

Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, nasceu no ano de 1746 na fazenda do Pombal Distrito de São João Del-Rei em Minas Gerais (foi batizado em novembro) e morreu em 21 de abril de 1792, aos 45 anos.

Ele foi dentista, tropeiro, minerador, ativista político e Alferes de Cavalaria da 6a Companhia de Dragões de Minas Gerais, o que corresponderia hoje ao posto de subtenente o posto mais alto dos praças, já em outras citações de escritores equivaleria ao posto de 2° Tenente.

Apesar deste apelido, Tiradentes não suportava arrancar dentes, ele era muito mais a favor de preservar os dentes do que arranca-los. Porém, quando arrancar era irremediável, ele colocava coroas artificiais feitas de marfim e de osso de boi que ele mesmo fabricava.

Segundo relatos Tiradentes era muito alto magro e feio. Aos 40 anos se apaixonou por Ana, uma menina de 15 anos, mas ela já estava prometida outro homem. Talvez tenha sido por isso que nunca se casou, mas teve dois filhos, “João” com Eugênia Joaquina da Silva, e “Joaquina” com a viúva Antônia Maria do Espírito Santo.

Dizem que era um excelente comunicador e orador, sua capacidade de organização e liderança fez com que fosse escolhido entre vários integrantes da aristocracia mineira (dentre eles poetas e advogados) para liderar o movimento dos iluministas republicanos que ficaram conhecidos como ‘inconfidentes mineiros‘, cujo objetivo principal era conquistar a independência do Brasil. Por este motivo alguns historiadores preferem a palavra Conjuração ao invés de Inconfidência, uma vez que a palavra ‘inconfidência‘ remete a deslealdade, traição ou infidelidade.

Ele não concordava com o pagamento da derrama (dispositivo fiscal aplicado em Minas Gerais com teto de 100 arrobas anuais de arrecadação do quinto) e do quinto (20% do ouro em pó ou folhetas) cobrados pela Coroa Portuguesa durante o Brasil Colônia.

Em 1789, após ser delatado por Joaquim Silvério dos Reis, o movimento foi descoberto e interrompido pelas tropas oficiais, os Inconfidentes foram julgados três anos depois em 1972. Alguns filhos da aristocracia ganharam a penas mais brandas, como por exemplo, o açoite em praça pública ou o degredo (palavra usada do século XV ao XVIII que faz juz deportação – deixar o país por crime grave). Tiradentes com poucas influências econômicas e políticas foi condenado à forca e executado em 21 de abril de 1792.

Foi proposto que ele negasse em praça pública seu pensamento libertário para se livrar da acusação de traição a coroa, ele, entretanto foi irredutível e preferiu morrer e enfrentar seu destino.

Que seja feita a vontade de Deus. Mil vidas tivesse, mil vidas eu daria pela libertação da minha Pátria“, teria dito Tiradentes ao ouvir, serenamente, a sua sentença de morte.

Por ser considerado lider da revolução, Tiradentes foi enforcado e teve seu corpo esquartejado e espalhado em postes na estrada entre o Rio de Janeiro e Minas Gerais. Sua cabeça foi levada do Rio de Janeiro para Vila Rica em Minas Gerais e ficou exposta num poste em praça pública. Na terceira noite foi roubada em nunca mais foi encontrada.

Sua casa foi destruída e no local foi colocado sal. Como se não bastasse, todos os seus bens foram confiscados para servir de exemplo aos opositores da coroa.

A construção da figura de um homem de cabelos grandes, barbudo com uma corda no pescoço na foto de Tiradentes nasceu da necessidade de se criar um herói da República e também um discurso fundador, talvez para que ele se asemelhasse a figura de Jesus Cristo considerado salvador da humanidade.

Na verdade ele morreu sem barba e sem nenhum cabelo. Como defendia ideias iluministas republicanas e antimonarquistas, durante o período imperial brasileiro seu nome quase não foi citado e só foi considerado um herói 98 anos após sua morte. Em 1870 o movimento republicano o elegeu como mártir cívico religioso e antimonarquista. A data da sua morte tornou-se Feriado Nacional em 1890.

Tiradentes teve também exaltado a sua imagem de militar patriota quando foi nomeado Patrono da Nação pelo governo militar de 1965, enquanto os movimentos de esquerda não deixaram de recorrer a ele como símbolo de rebeldia.

O que poucos sabem, é que ele também se dedicou a projetos de melhoria Urbana no Rio. Idealizou abastecimento regular da cidade, construção de moinhos, trapiches, armazéns, além de serviços de barcas de transporte de passageiros. Ironicamente, 31 anos depois de ter projetado essas melhorias Dom João VI mandou fazer a canalização do rio, seguindo os planos de Tiradentes. Em 1889, exatamente 100 anos depois, o engenheiro André Paulo de Frontin canalizou as águas da Serra do Tinguá dentro dos mesmos moldes arquitetadas por Tiradentes.

Ele é um único brasileiro cuja data de morte se comemoram o feriado nacional e também o mais citado no Google, com mais de 2 milhões de páginas de referência no buscador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui