Áudios levados à polícia podem desmentir motoqueiro que apontou ‘queda de moto’ como causa morte de enfermeira em Caicó

0
2687

A morte da enfermeira Graciane Paula dos Santos, 39 anos, ocorrida noite da última terça feira, 19 de janeiro, tem deixado a polícia inquieta desde que tomou conhecimento de laudo do médico plantonista do Hospital Regional do Seridó e também do ITEP local.

Na versão do também caicoense Igor Victor dos Santos, de 24 anos, o casal saía da cidade, a garupa (Graciane) sem capacete, sentido Perímetro Sabugi quando nas imediações do bairro João Paulo II a vítima teria perdido o equilíbrio e caído, morrendo no HRS.

A versão de Igor pode cair por terra depois que áudios de Whatsapp foram entregues à polícia e mostram discussão do casal.

A polícia não informou o conteúdo do material e trabalha para esclarecer a morte de Graciane, que apesar de caído para trás da moto, não sofreu escoriações visíveis nas costas e nuca, já o rosto, braços e tórax haviam muitos hematomas.

Igor foi preso em flagrante por crime de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, mas foi liberado após pagar fiança de R$ 1.000,00.

Por Jair Sampaio via Caicó na Rota da Notícia

Nota do Blog CRN

Há relatos extra oficiais chegados ao nosso blog de pessoas que viram a vítima e foram ao velório que,  os muitos hematomas na cabeça dela não condizem com uma queda de moto.

As circunstâncias do que teria sido um acidente de moto, levou os policiais do DPRE que atenderam a ocorrência a solicitarem apoio de uma outra guarnição devido a suspeita que tinha algo de errado na versão contada por Ígor.

A enfermeira atendente da dentista do Posto de Saúde do bairro Castelo Branco, Graciane, havia separado do esposo a poucos meses e havia iniciado o relacionamento com Igor Victor, de 24 anos, o qual era seu primo,15 anos mais novo, porém ela chegou a dizer a mãe dela que iria acabar o relacionamento com o Igor devido as brigas.

Há também relatos que, o acusado, Igor Victor estaria tentando separar a Graciane da família e teria feito ameaças tanto a mãe, quanto a filha dela.

As brigas motivadas por ciúmes teriam chegado ao ponto dele ter obrigado ela a excluir sua conta nas redes sociais. A mãe teria dito que chegou a sentir um “frio na espinha” quando a filha lhe contou que ia acabar o relacionamento com ele.

Ela era muito responsável. Jamais ela andaria numa moto sem capacete. Outro dia ela foi pegar uma menina na moto dela e fez questão de ir buscar outro capacete na casa da mãe dela, e disse que sem o capacete ela não levava. Aí como ela tava sem capacete na hora dessa queda que ele disse que aconteceu?“, indagou uma amiga da vítima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui