Caso Pachola: Horas antes de ser morto, mecânico teria ido a motel com mulher pivô do crime

Ericelma Andrade e Éliton Araújo deixaram o local do crime de mãos dadas

0
1754

O processo judicial que tramita na comarca de Caicó/RN e trata da morte do mecânico Luiz Américo Cortez, o “Pachola”, como era conhecida a vítima que tinha 53 anos, teve uma movimentação nesta quarta-feira (05), com a realização da Audiência de Instrução e Julgamento.

Foram ouvidas testemunhas e o réu, Élinton Araújo dos Santos, de 35 anos, que matou o mecânico com golpes de punhal no dia 21 de dezembro de 2020. O crime aconteceu na Rua Manoel Filho, no Bairro Castelo Branco, zona leste de Caicó.

O Blog Sidney Silva confirmou que consta no processo, que naquela noite, Pachola e Ericelma, foram a um motel, localizado na saída para Jardim de Piranhas/RN, informação que diverge da versão apresentada pelo réu Élinton Araújo, em depoimento.

Outro detalhe é que ao voltarem do motel, Maria Ericelma de Andrade e Pachola, ficaram conversando no local onde ocorreu o crime.

Em meio a conversa, surge Élinton e começa a agredir a vítima com socos, depois saca a arma, um punhal, e o esfaqueia várias vezes. Pachola tentou fugir de carro, mas, por causa dos ferimentos, bateu na murada de uma residência e morreu ali mesmo.

Por Sidney Silva via CRN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui