Criança caicoense, portadora da Síndrome de Down, cola olhos com Super Bonder

Por pouco ela não teve complicações graves por isso; veja alerta da oftalmologista (Foto: Meramente ilustrativa)

0
4710

Cola Super Bonder

Brincadeira de criança não combina com cola. A médica oftalmologista, Débora Fernandes, relatou ao programa Gláucia, Suerda & Você que os acidentes oculares envolvendo crianças são os mais recorrentes.

Um dos casos que mais me preocupou foi o de uma criança com Síndrome de Down em que ela usou a cola Super Bonder e chegou ao meu consultório muito aflita. Graças a Deus cuidamos em tempo hábil e a criança não teve sequelas. Mas é preciso muito cuidado: acidentes oculares podem levar o paciente a um transplante de córnea”, disse.

O Conselho Brasileiro de Oftalmologia estima que cerca de 150.000 acidentes oculares ocorrem todo ano no Brasil.

Por Gláucia Lima via Caicó na Rota da Notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui