Delegado afirma que morte de mototaxista em Carnaúba dos Dantas não foi latrocínio

Júlio César, confessou que matou Bolinha devido uma rixa por dívida e usou moto da vítima para fugir

0
3333

O delegado da Polícia Civil, Bruno Ferraz deu detalhes sobre o assassinato do mototaxista Luciano de Araújo Dantas, 38 anos, mais conhecido por “Bolinha”

O delegado disse que esteve na cidade de Carnaúba dos Dantas após receber a informação do crime, disse que ao chegar lá, fez um levantamento que chegou até o nome do suspeito identificado por Júlio César Pereira Alves, de 21 anos, morador da mesma cidade.

(Foto: Delegado da Polícia Cívil, Bruno Ferraz. Créditos/Cardoso Silva)

Ao chegar na casa do acusado, para surpresa dos policiais, lá estava a moto da vítima levada após o crime praticado por meio cruel, usando uma pedra além de roupas manchadas supostamente de sangue.

Na DP  Júlio César Pereira Alves, confessou o crime e disse que não matou para roubar, disse que pegou a moto apenas para fugir, pois matou por que existia uma rixa entre os dois. Disse ainda que devia uma quantia em dinheiro a vítima, que ela teria lhe feito uma ameaça e assim resolveu matar.

O delegado Bruno Ferraz autuou o preso por crime de homicídio qualificado por motivo fútil, por traição e emboscada.

(Foto: Mototaxista Luciano de Araújo Dantas, 38 anos, “Bolinha” morto a pedradas em Carnaúba dos Dantas neste domingo)
Júlio César, preso com a moto da vítima
(Foto: Júlio César, de 21 anos preso com a moto da vítima. Créditos/Blog Cardoso Silva)

De Cardoso Silva via Caico na Rota da Notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui