Dois homens tiram a própria vida na zona norte de Caicó

0
1495

A cidade de Caicó vem registrando um alto índice de suicídios nos últimos tempos, levando a cidade a terceira colocada no rancking nacional de suicídios para cidades à cima de 50 mil habitantes, o que vem preocupando líderes da sociedade, autoridades competentes e a população em geral.

Nesta segunda feira infelizmente foram registrados mais dois casos, um da ponte sobre o Rio Seridó (entre os bairros Vila do Príncipe e Centro) e outro dentro de uma residência localizada no Bairro Recreio na zona norte da cidade.

Na manhã desta segunda feira, Ruziel Braga Dos Santos, de 52 anos dirigia o seu veículo tipo Corolla cinza com placas de Mossoró/RN quando populares o viram estacionando o carro entre os dois trechos da ponte sobre o Rio Seridó, em seguida ele desceu do veículo e pulou da ponte. Segundo uma filha, ele era ‘comerciante autônomo’ e residia na Rua Quintino Bocaiuva no Bairro Paraíba. Anteriormente ele residia na Rua 6 de Janeiro no Bairro Santo Antônio na cidade de Mossoró/RN.

Ao cair da noite o ‘soleiro’ conhecido por “zé do barraco” tirou a própria vida em sua própria residência que fica localizada na Rua André F. Vieira no Bairro Recreio. Zé do barraco foi encontrado morto na casa dele por um de seus filhos que estranhou o pai não ter ido jantar em sua casa como eles haviam combinado combinado. A esposa de zé do barraco, de nome Nair, havia cometido o mesmo ato trágico no dia 23 de setembro.

Pela valorização da vida

No Brasil, a campanha Setembro Amarelo foi uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Conforme informa a Organização Mundial da Saúde (OMS), 90% dos suicídios poderiam ser evitados. No Brasil, órgãos e entidades públicas engajam-se em divulgar as formas de prevenção.

O suicídio está ligado a uma profunda depressão emocional, e a qualidade do ambiente de trabalho, familiar ou mesmo do relacionamento pessoal pode ser um fator desencadeador de diversas doenças. Além de situações estressantes, fatores como dificuldade financeira, alcoolismo, ansiedade e síndrome do pânico, perda de um ente querido podem ser determinantes para um quadro depressivo.

Campanha de prevenção ao suicídio

Prevenção

  • A prevenção se dá pelo aconselhamento profissional, um dos primeiros passos para o tratamento da depressão e, consequentemente, para se evitar o suicídio, por isso, ‘leve o paciente ao médico!’;
  • a busca pela fé em Deus e o amor próprio é um dos meios de se conseguir o equilíbrio interior;
  • evite deixar o paciente sozinho principalmente se notar que algo está errado;
  • fique alerta, uma melhora momentânea pode ser o sinal que o paciente decidiu cometer o ato;
  • a presença da sociedade, de amigos e familiares é fundamental para dar apoio e suporte a pessoas com tendência ao suicídio;
  • pessoas que não se isolam, frequentam grupos sociais ou que possuem um grande número de amigos correm menos riscos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui