Vídeo de despedida: Corpo de mototaxista Francimar é homenageado com buzinaço antes de sepultamento

"As motos pareciam chorar sua despedida quando foi homenageado pelos companheiros de profissão"

0
1265

Clientes, amigos, familiares e colegas de profissão prestaram a última homenagem ao mototaxista caicoense Francimar, que infelizmente faleceu vítima de acidente tipo colisão na última quinta feira passada

A colisão entre um Fiat/Uno e sua ferramenta de trabalho aconteceu próximo ao Calçadão, no setor entre as ruas Marinheiro Manoel Inácio e Augusto Monteiro no Centro, porém veio ele faleceu de parada cardíaca no sábado enquanto estava internado no Hospital Walfredo Gurgel na capital do Estado – Natal. Relembre Clique AQUI.

HERÓIS DO ASFALTO

A vida de mototaxista não é fácil, quem trabalhou ou trabalha neste nicho irá identificar-se com que vou dizer. Todos os dias, chova ou faça Sol, vários motoqueiros de jaqueta saem de suas casas para poderem conseguir o seus ganha pão, sustentar suas famílias e pagarem as suas contas, é como se tivessem que “matar um Leão a cada dia”…

Correndo risco de vida ao fazerem o que mais amam ou em seu único meio de sobrevivência, eles enfrentam várias dificuldades e problemas para poderem transportar encomendas ou pessoas, passageiros e clientes, e os ajudam a alcançar seus objetivos, seja para trabalhar, comprar coisas, pagar contas, visitar familiares, ter laser dentre outras coisas.

A verdade é que, os moto taxistas fazem parte de um grupo seleto de facilitadores da mobilidade urbana da cidade e ajuda a população a crescer e se desenvolver.

Esses guerreiros de jaqueta merecem todo o respeito e admiração da população que tanto precisa desta classe que sai todos os dias de casa sem a certeza que irão voltar são e salvo para as pessoas que eles mais amam. Infelizmente Francimar foi um dos que não conseguiu retornar para seus familiares amados. 🥺😪

E aí vai a pergunta; Qual o motoqueiro que nunca sofreu um acidente?, Que caiu ao derrapar, ou colidir num cachorro que entrou na frente da moto ou mesmo em um veículo que que fez uma manobra errada? Qual?

Muitas vezes o mototaxista chega em casa triste por não ter conseguido o dinheiro necessário para comprar o almoço, ou para cumprir com suas outras obrigações, mas nem por isso não se deixam abater, no outro dia se levantam cedo, acreditam, recomeçam e vão a luta ao lado de seus companheiros de profissão, em busca de um novo dia de vitória.

Aqui, nós do Blog CRN, deixamos registrado a nossa admiração e agradecimento à toda classe mototaxista e o nosso obrigado Francimar por ter feito parte dela. Para a família, os nossos votos de pesar, que Deus em sua justiça e infinita misericórdia o guarde em um bom lugar no Reino da Glória, Amém… 🙏🏼

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui