Aposentada passa por constrangimento ao fazer compras com dinheiro (falso) sacado do Banco do Brasil de Caicó

"Na manhã de hoje (sábado dia 15) ela foi ao Santa Rita fazer algumas compras, quando chegou ao caixa a menina viu que a nota era falsa. Ela deixou as compras lá e veio em casa pegar outra nota para pagar as compras. A vergonha foi grande!", disse o filho da aposentada.

0
4888

Por Caicó na Rota da Notícia

Às vésperas da Festa de Santana, o Blog Caicó na Rota da Notícia recebeu a informação na manhã de hoje (15), que o Banco do Brasil de Caicó teria disponibilizado no dia 05.07 uma cédula de r$ 100,00 falsa em um de seus caixas eletrônicos que ficam na entrada da unidade bancária localizada na Av. Cel. Martiniano com a Rua Dr. Pires Ferreira, no Centro de Caicó/RN.

Um caicoense postou nas redes sociais um alerta para a população de Caicó onde dizia que notas falsas estariam circulando na cidade e que cuja nota de r$ 100,00 mostrada na imagem foi recebida em meio ao salário da mãe dele que é aposentada e recebe na agência do Banco do Brasil de Caicó.

Presando pela veracidade dos fatos decidimos entrar em contato com caicoense que confirmou o ocorrido e disse que na segunda-feira irá procurar o gerente do Banco para relatar a situação ocorrida, levar a cédula de r$ 100,00 falsa e tentar reaver o dinheiro de sua mãe.

Ela recebeu o salário dela dia 5 desse mês, pagou algumas contas e ficou um resto de dinheiro para comprar o que fosse acabando, só que, na manhã de hoje (sábado dia 15) ela foi ao Santa Rita fazer algumas compras, quando chegou ao caixa a menina viu que a nota era falsa. Ela deixou as compras lá e veio em casa pegar outra nota para pagar as compras. A vergonha foi grande“, disse o filho da aposentada e continuou;

Minha mãe não quer processar o banco pelo constrangimento que ela passou, ela chorou quando toquei no assunto, ela quer apenas os r$ 100,00 do salário dela. A nota está comigo e eu irei procurar o gerente na segunda-feira para explicar a situação. Algumas pessoas disseram que minha mãe não tem mais direito devido a ter passado 10 dias mas, mesmo assim vou ao banco falar com o gerente e saber se ela tem direito“.

A família é humilde e reside em uma casa no bairro Paulo VI, Zona Oeste de Caicó onde moram ele, a esposa e sua mãe.

Esperamos que o caso seja resolvido e que o fato tenha sido um caso isolado, uma vez que, acreditamos na idoneidade do BB e temos pleno entendimento que uma das atribuições da área bancária é retirar cédulas falsas de circulação sempre que a falsificação é identificada no interior destas instituições financeiras e jamais colocá-las em circulação o que configuraria crime federal tipificado como “Crime Contra o Tesouro Nacional” -produzir cédulas falsas ou repassa-las adiante quando é sabido da sua falsificação.

Tivemos informações, na teça-feira (dias depois ao fato), que mãe o filho decidiram não irem ao banco. O filho nos contou que sua mãe ficou muito abalada e achou melhor não se espor evitando assim mais constrangimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui