Dupla tenta assaltar psicutor quando ele chegava em casa em sítio da zona Rural de Caicó

"Minha esposa gritou e eles correram em busca do rio, mas atiraram 4 vezes, 3 vezes em mim e 1 vez na minha cachorra que correu atrás deles", disse o psicutor

0
1594

Por Caicó na Rota da Notícia

Por volta das 19:30 da noite deste domingo (15) dois homens tentaram assaltar um psicutor (criador de peixes – tambaqui, tilápia, tucunaré) no momento em que ele ia chegando no sítio Barbosa de Baixo, que fica por trás do Condomínio Mirantes da Serra, entre os sítios de César de Maymard e a granja.

O roubo só não aconteceu porque a esposa da vítima, que estava em casa, percebeu tudo, abriu a janela e gritou para o marido quando ele ia chegando em casa, avisando a ele sobre os dois homens que estavam esperando por ele na parte detrás da casa.

Assustados, os ladrões correram a pé pelo mato em direção ao rio, porém, chegaram a efetuar quatro disparos de arma de fogo contra a vítima.

“Quando minha mulher gritou que ‘tinha dois homens por trás da casa me esperando’, eles correram em direção ao rio, eu tentei correr atrás mas eles deram quatro tiros, três em minha direção, e um na minha cachorra que correu atrás deles, e voltou com medo. Depois eles sumiram no mato!”, disse o psicultor. Os tiros não acertaram.

A Polícia Militar foi acionada e o Grupo Tático Operacional – GTO – compareceu ao local e fez diligências atrás dos acusados. A vítima Disse que deu um balão de moto indo pelo Itans para ver se via os acusados e ao retornar para sua casa viu de longe dois homens – um alto e magro e um baixo – esperando na porteira do sítio.

Ele retornou rapidamente na moto, e ficou proximo a AABB e ligou novamente para Polícia Militar onde uma viatura de Rádio Patrulha com apoio da viatura do Fiscal de Dia, foram com o psicultor até o sítio onde após buscas na área fazendo o percurso dos acusados, encontraram numa fresta de caminho proxima a casa, um capacete vermelho, que o psicultor acredita ser de um dos acusados do fato.

Após outra diligência nas estradas, os policiais foram a delegacia e a vítima registrou queixa levando o capacete encontrado para que a Polícia Civil onde pediu que se faça uma investigação já que existe um suspeito do crime.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui