Polícia Militar e Ambiental apreendem mais de 2 mil arribaçãs em São Fernando

A 'Caça Furtiva', ou 'Caça Predatória', é uma das maiores ameaças de sobrevivência de plantas e animais e influenciam em todo ecossistema.

0
1229

Por Caicó na Rota da noticia

Na tarde desta segunda-feira, 29, mais um crime ambiental no que diz respeito a caça predatória da ave migratória Zenaida Auriculata Noronha, conhecida popularmente com ‘arribaçã‘, foi coibido com ação de policiais que atuaram na cidade de São Fernando/RN.

Policiais da Companhia Independente de Proteção AmbientalCIPAM – de Caicó, com apoio de homens da Polícia Militar da cidade, conseguiram aprender cerca de 2040 arribaçãs divididas em 102 pacotes. Além das aves já prontas para serem comercializadas, foram encontradas também as vísceras, tipo moelas, retiradas das aves silvestres.

Como de praxe, as aves deverão seguir para um local onde serão incineradas, uma vez que, o consumo desse tipo de carne é expressamente proibido por lei, não podendo desta forma, ser destinada a entidades como abrigos, escolas ou ONGs.

A Caça Furtiva, ou Caça Predatória, é uma das maiores maiores ameaças de sobrevivência de plantas e animais. Segundo biólogos conservacionistas, ela tem um efeito devastador na biodiversidade dentro e fora de unidades de conservação, dado a queda das populações, localmente, podem influenciar a funcionalidade de todo o ecossistema.

As arribaçãs ficam mais vulneráveis a ação dos caçadores em épocas de chuvas, uma vez que coincide com época de postura de ovos e o número das aves juntas na mesma localidade, às vezes próximas as cidades, aumenta consideravelmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui