Após 15 anos sem concurso público, Governo do RN efetiva 1.022 novos policiais militares

Novos militares formados vão atuar na segurança das eleições e, até dezembro, serão distribuídos aos 31 batalhões do estado. Efetivo da Polícia Militar passa a ter 8,3 mil agentes, sendo 265 mulheres.

0
293

Depois de 15 anos sem concurso público para a contratação de pessoal, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte efetivou 1.022 novos soldados da Polícia Militar no RN. A portaria assinada nesta quarta-feira (11) pela governadora Fátima Bezerra encerrou o Curso de Formação da corporação. Entre os alunos concluintes, 65 são mulheres.

De acordo com comandante-geral da PM, coronel Alarico, os novos militares formados vão atuar na segurança das eleições e, até dezembro, serão distribuídos aos 31 batalhões do estado, entrando na escala comum de trabalho.

O último concurso para a PM foi realizado em 2005. O atual, iniciado em 2017, teve as provas realizadas em setembro de 2018. O início do Curso de Formação foi autorizado pela atual gestão em janeiro de 2020.

Com a incorporação dos novos policiais, a PM passa a ter 8,3 mil agentes ativos, sendo 265 mulheres. A primeira missão da nova tropa já está marcada: o pleito eleitoral do próximo domingo (15).

O Governo do Estado ainda deve efetivar mais 30 soldados que participaram do Curso de Formação da Polícia Militar iniciado em janeiro de 2020. No momento da inscrição, os concursados não apresentaram algumas documentações, como o Ensino Superior completo. Eles foram retirados do processo, mas recorreram à Justiça e puderam retornar sob efeito de liminar. Os 30 devem ser nomeados assim que apresentarem a documentação exigida, ou após análise da liminar, segundo a assessoria da PM.

Fátima Bezerra confirmou ainda a convocação de uma nova turma com 340 concursados da Polícia Militar, no início de 2021, para um novo curso de formação de praças. Também haverá mais dois concursos: um da Polícia Civil, para contratar 310 profissionais, e outro para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).

Por G1RN via Caicó na Rota da Notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui