Militar do exército que foi espancado ao ter moto roubada é transferido para Natal

"O coronel achou melhor levá - lo para Natal", disse o pai. Ele contou a família como tudo aconteceu.

0
2618

Por Caicó na Rota da Notícia

O blog Caicó Na Rota da Notícia conversou com Nenem, que é pai do soldado Ataíde, que é militado 1º BEC e teve a moto Pop 100 roubada por volta das 20:30 de ontem, no giradouro da saída de caicó a para a cidade de Jucurutu. Relembre na matéria anterior, Clique AQUI.

Meu filho chegou e me disse que iria para um sítio da gente, que fica depois da EMPARN, para ver um cavalo que ele tem lá. Mas como ele tinha acabado de colocar quatro rodões no carro dele, e disse que tava com medo de ir no carro ele achou melhor pegar a moto do primo dele. Eu aconselhei que ele voltasse cedo, mas ele veio já tarde da noite e aconteceu isso.”

Como tudo aconteceu?

Nenem tambem nos relatou que o filho contou a família que: “os dois caras saíram do mato quando ele estava fazendo a curva no giradouro, já para entrar para a cidade de caicó. Os ladrões entraram na frente e mandaram que ele parasse a moto, e já foram dando uma paulada no braço dele e depois jogaram uma pedra no rosto dele que estava usando um capacete aberto e machucou bastante o rosto. Ele caiu da moto e a arrancou a cabeça dos dedos no asfalto e os caras pegaram a moto dele e fugiram. Daí meu filho se levantou e saiu desorientado e não viu nem a direção que eles tomaram com a moto, e foi pedir ajuda no motel“, disse o pai da vítima.

Ele também contou que após os policiais socorrerem seu filho para o hospital e depois leva – lo para o 1° BEC, o coronel do exército achou por bem que ATAÍDE fosse transferido para Natal, devido lá, ter melhores condições de infraestrutura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui