Suspeito de ser mandante da morte do SGT Botelho é morto na Grande Natal

O empresário Wando motos era suspeito de ser o autor intelectual da morte do SGT Botelho

0
2219

Suspeito de ser o autor intelectual (mandante) do assassinato do SGT Botelho do 11° Batalhão da Polícia militar do RN, o empresário conhecido por Wando Motos foi assassinado com disparos de arma de fogo em sua loja no Distrito de Tamanduá em Ceará Mirim. O crime aconteceu por volta das 22h desta quarta-feira (7) e a vítima veio a óbito no local do fato. O ITEP e o DHPP estiveram no local do crime.

Relembre o caso

SGT Botelho do 11° Batalhão
SGT Botelho do 11° Batalhão foi executado pelas costas

Jackson Sidney Botelho Matos, de 42 anos, o SGT Botelho do 11° Batalhão, foi assassinado covardemente com tiros pelas costas em uma lanchonete em Ceará Mirim na Grande Natal na noite de 20.02.2017. Homens armados aproximaram se em um veículo e tiraram a vida do policial.

Quatorze pessoas foram mortas em Ceará-Mirim após a morte do SGT. Na época o Delegado geral da polícia civil, Claiton Pinho, disse que era cedo para afirmar que os crimes tinham relação com a morte do SGT. “Não podemos dizer que foi coincidência, nem afirmar que foi uma retaliação a morte do policial militar, isso só quando voltar das investigações podemos responder”, ressaltou.

O suspeito de ser autor do homicídio foi preso quadro dias depois, na manhã do dia 24.02.2017. “Ele está sendo conduzido mas não temos muitas informações, as investigações estão caminhando, estamos trabalhando e avançando“, explicou o Delegado Júlio Costa, Adjunto da Diretoria de Polícia da Grande Natal responsável pelas investigações.

Por Caicó na Rota da Notícia. Fonte de informações G1RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui