Oposição já protocolou três pedidos de impeachment de Michel Temer

Partidos de oposição vão tentar obstruir todas as votações até que o presidente do Brasil renuncie.

383
Senador Rodolf Rodrigues (REDE), deputados João Henrique Caldas (PSDB) e deputado Alexandre Mollon (REDE).

A oposição já protocolou três pedidos de impeachment do presidente Michel Temer, em um dia de muitas reuniões em Brasília. Bancadas de vários partidos se reuniram nesta quinta-feira (18) para decidir o que vão fazer a partir da delação dos irmãos Batista.

O PSDB, por exemplo, tem quatro ministérios no governo Temer. A bancada do PSDB na Câmara passou parte da manhã reunida e decidiu que vai esperar as investigações para decidir se deixa ou não o governo Temer.

Com a decisão de Aécio Neves de se licenciar da presidência nacional do partido, a executiva do PSDB vai ter que se reunir para escolher um novo presidente dentre os vice-líderes. A bancada do partido na Câmara decidiu por unanimidade indicar o deputado Carlos Sampaio.

O PSB tem um ministério, o de Minas e Energia. A bancada não decidiu o que fazer, mas o presidente do partido Carlos Siqueira, quer que o ministro Fernando Coelho Filho entregue o cargo. Já a oposição decidiu que vai tentar obstruir todas as votações até que o presidente Michel Temer renuncie.

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Deputados, de oposição, querem discutir na próxima terça-feira a proposta que prevê a convocação de eleições diretas para presidente, medida que só pode ser feita com a mudança na Constituição, um processo longo. Hoje, a constituição determina que o presidente da Câmara assuma interinamente a presidência da república e convoque eleições indiretas em 30 dias. Deputados e senadores, então, elegem presidente e vice-presidente em sessão conjunta.

Câmara do senado e câmara dos deputados em Brasília
Câmara do senado e câmara dos deputados em Brasília

Por G1 Brasília via CRN